Concursos começam na véspera.

pombos - produtos para pombos - produtos para columbofilia

Concursos começam na véspera.

Concursos /provas começam na véspera.

Dia de encestamento / enjaulamento / dia de partida para a racing.

Concursos, provas e campanha desportiva 

 A preparação para a próxima prova inicia-se na chegada da prova anterior.

( Informação completa em:   http://www.pigeons.pt/preparacao-prova-concurso-inicia-na-chegada-da-prova-anterior/ )

O que se passa nos concursos?

Os resultados dos concursos / provas /racings são influenciados por diversos factores.

Centramo-nos no que podemos controlar de momento.

 Os concursos /provas /racing começam na véspera, porque?

Começamos pela véspera dos concursos.

Regra geral na véspera dos concursos os pombos são alimentados de forma muito ligeira, não fazem o voo habitual, são colocados em jaulas e “encestados“ nas colectividades.

Todos estes factores provocam stress e nervosismo nos pombos, assim como aumento do ritmo respiratóriocardíaco.

O aumento do ritmo respiratório e cardíaco provoca maior consumo de energia, desidratação, cansaço dos principais órgãos, intoxicação e alteração da flora intestinal

O que podemos fazer, cuidados e recomendações para minimizar os factores prejudiciais do dia de encestamento.

1º Minimizar o stress ambiental e presencial.

A rotina do voo diário não se efectua, os pombos ficam ansiosos e sempre com esse sentido, por isso devemos evitar a presença física e sonora no pombal e na sua insolvência (imediações).

Diminuir a luminosidade no pombal sem impedir a sua ventilação normal.

2º Alimentação

A alimentação regra geral é ligeira, mas se os pombos apresentam bastante apetite deve ser aumentada (frio e abaixamento das temperaturas).

As sementes utilizadas devem possuir bom valor alimentar e digestibilidade, pobres em fibra e proteína.

(Nota: baseado em provas de velocidade e meio-fundo para Portugal)

3º Facilitar a digestão e promover a hidratação.

Na véspera do encestamento, lavam-se e colocam-se em água com HexaPlus as sementes que serão administradas no dia do encestamento.

As sementes demolhadas absorvem água, amolecem, o que facilita a trituração e a digestão.

Quando as sementes absorvem água, activam-se as enzimas responsáveis pela germinação das sementes.

Os hidratos de carbono mais complexos, como os amidos transformam-se em maltose

(malte, maltagem).

Por este processo (pré- germinação) facilita-se a digestão mecânica e enzimática e reduz-se o consumo energético e consumo de água relacionados com a digestão.

A pré-germinação/hidratação das sementes aumenta indirectamente o consumo de água, desta forma promovemos a “hidratação”.

Utilizar um bom probiótico é fundamental na alimentação para manter a flora intestinal e melhorar a digestão. (ProbioticTotalB).

4º Minimizar a desidratação no dia de encestamento.

No dia de encestamento administra-se na água de bebida e /ou na alimentação electrólitos (Formix ) para ajudar a combater a desidratação.

Todos os factores que aumentem a temperatura corporal, ritmo respiratório e cardíaco devem ser acautelados e evitados.

O dia de encestamento deve ser para os pombos e para o Columbófilo um dia sem stress e nervosismo.

Apanhe os pombos nas “calmas” e coloque-os em jaulas espaçosas, mas com poucos pombos.

Primeiro os machos que são sempre mais excitáveis e retire-os para um local adequado.(ver nota sobre local adequado)

Os pombos que são muito ”temperamentais” e stressam os restantes pombos, devem ser enjaulados separadamente.

O enjaulamento no pombal deve ser feito pelo tratador habitual, sem a presença de estranhos.

“Os ajudantes ficam na parte de fora e calados”

As vias respiratórias superiores obstruídas e irritadas dificultam a admissão de ar, obrigando os pulmões, sacos aéreos e músculos intercostais a um maior esforço e ritmo, aumentando consideravelmente o número de movimentos por minutos.

Recomenda-se a desobstrução das vias respiratórias superiores na véspera do encestamento com OxygenPlus.

Intoxicações e flora intestinal 

 Fisiologia digestiva  

A  fisiologia digestiva do pombo tem duas particularidades muito importantes:

– A produção enzimática digestiva é influenciada pelo alimento ingerido, ou seja, a variação da alimentação estimula a produção das respectivas enzimas.

A produção enzimática anda sempre atrasada em relação as suas necessidades.

Por isso as variações alimentares devem ser graduais, principalmente ao nível da ingestão de gorduras.

– O pombo não possui vesícula biliar, ou seja, não tem órgão de armazenamento de sais biliares, efectuando-se descargas constantes no intestino.

Os sais biliares são formados a partir de substâncias com toxicidade que o fígado retira do sangue e lança no intestino.

A flora intestinal, conjunto de microrganismos que vivem no intestino tem tempo de vida curto,estão em constante renovação e por vezes as estirpes alteram-se.

Manter a flora intestinal saprófita 

Para manter a flora intestinal saprófita (benéfica) são necessárias condições de meio apropriadas (probiotico, substrato,pH, ausência de inibidores e patogénicos).

O aumento do nível alimentar na véspera do encestamento induz a uma maior produção de sais biliares e sobrecarga hepática.

O fígado também sofre maior sobrecarga originado pelo aumento de substâncias a desdobrar e a elaborar.

O stress origina distúrbios e produção de substâncias com alguma toxicidade para o organismo.

Verificam-se uma série de alterações a nível intestinal induzidas pelas descargas que recebe, aliado ao volume diminuto de alimentos ingeridos no dia de encestamento, a flora intestinal é afetada.

Razões que justificam o uso de probiótico e desintoxicante hepático (ProbioticTotalB+HepatoxTotal+),

no dia do encestamento, até porque durante a prova o fígado tem de estar perfeitamente desimpedido para metabolizar as substâncias de reserva necessárias ao esforço despendido no concurso.

A ausência de substrato e a deposição no intestino de substâncias tóxicas oriundas do fígado propícia o desenvolvimento da flora patogénica.

Melhor mesmo usar um bom probiótico (ProbioticTotalB) para contrariar as alterações a nível da flora intestinal.

A preparação para a próxima prova inicia-se na chegada da prova anterior!…

Será um dos próximos temas.

Nota:

Local adequado

Entende-se como local adequado aquele que reúne as seguintes condições:

– Pouca luz e sem barulhos inquietantes;

Temperaturas entre 17 e 23 oC;

– Ventiladas, sem correntes de ar;

Humidade relativa do ar, entre 40 e 65%;

– Isento de cheiros, poeiras, fumos e fungos;

– Sem a presença de outros seres vivos.

 

Jaulas de transporte dos pombos

As jaulas de transporte dos pombos devem estar limpas e higienizadas mas sem libertar cheiros

ou resíduos dos higienizantes ou desinfectantes, capazes de irritar as vias respiratórias e os olhos dos pombos.

 

Trabalho realizado por:

Carlos Teixeira

 

 

 

 

 

Share this post